HomeGeralEstudar brincando: tutor virtual ajuda crianças a alcançarem fluência no inglês

Estudar brincando: tutor virtual ajuda crianças a alcançarem fluência no inglês

by

São Paulo 11/5/2022 – São as mesmas abordagem e mecanismos do tutor humano, mas com design adicional de jogo. Isso funciona bem para crianças porque para elas é como jogar videogame

Com mais de 1 milhão de estudantes ativos pelo mundo, aplicativo ajuda a democratizar a prática de falar inglês

O inglês é a língua mais popular do mundo, falada por cerca de 1.5 bilhão de pessoas entre nativos e não nativos, de acordo com a lista de 2022 do Ethnologue. No mundo dos negócios, o inglês predomina e se antes era um diferencial, hoje passou a ser quase que um requisito para entrar em algumas áreas no mercado de trabalho. Mas, aprender uma segunda língua nem sempre é fácil e quanto mais cedo começar, maiores são as chances de alcançar a fluência na vida adulta. É por isso que muitos pais e mães têm investido no estudo de inglês para os filhos cada vez mais cedo e de diferentes maneiras.

Mas, em muitos países, aprender inglês desde criança pode ser um desafio. Embora milhares de crianças em todo o mundo estejam aprendendo inglês como língua estrangeira, ainda existem barreiras para alcançar a fluência. A grande maioria das crianças que aprendem idiomas não tem acesso à imersão e à exposição necessárias para desenvolver a fluência na fala. Além disso, em geral, professores particulares podem ser caros para as famílias, e os aplicativos que visam preencher a lacuna não focam na conversação.  

É pensando nisso e com o objetivo de democratizar a prática da língua inglesa, que diferentes métodos e soluções estão surgindo no mercado. Uma delas é o aplicativo Buddy.ai, criado como uma ferramenta acessível para o aprendizado do idioma, com uma experiência gamificada destinada a ajudar crianças pequenas a desenvolver a fluência em inglês. Focado em crianças de quatro a dez anos, o aplicativo permite que os pequenos literalmente conversem e interajam de forma simples e didática com o Buddy, personagem virtual baseado em voz, por meio de brincadeiras, diálogos e um banco de dados com mais de 1.500 palavras.

“Coisas rotineiras, como vocabulário e mecanismos de linguagem simples, tornam difícil manter as crianças envolvidas e vemos a diferença ao usar um personagem virtual, com a voz em primeiro lugar, que usa as mesmas abordagem e mecanismos de um tutor humano, mas com design adicional de jogo. Isso funciona bem para as crianças porque para elas é como jogar videogame”, diz o cofundador da Buddy.ai, Ivan Crewkov.

E focar em crianças pequenas não é mero achismo quando o assunto é aprender um novo idioma. Existem dois aspectos importantes, e o primeiro é o fato de conversar com crianças da geração Alpha, aquelas nascidas após 2010 e que, em geral, começam a ter contato com algum tipo de dispositivo digital antes mesmo de aprender a ler. O segundo é que pesquisas mostram que nessa fase o cérebro está mais flexível, ou seja, mais apto a absorver novas informações, o que facilita o aprendizado em geral, mas principalmente o aprendizado de idiomas. De acordo com um estudo publicado na revista científica Procedia – Ciências Sociais e Comportamentais, a exposição de uma criança pequena a uma língua estrangeira permite a otimização do seu potencial de aprendizagem.

Tecnologia impulsionada pela Inteligência Artificial

O aplicativo funciona por meio de Inteligência Artificial baseada em voz, tecnologia semelhante à usada em assistentes de voz, como Siri ou Alexa, e as crianças podem conversar com o personagem como se ele fosse um tutor humano, por um período de tempo que não está vinculado a horários de aula ou ao preço das aulas por hora. Criado em 2018 e lançado em 2020 na América Latina, o tutor virtual é o primeiro do gênero. “A singularidade do aplicativo está precisamente na tecnologia usada nele para fazer com que pareça uma interação real. As respostas autênticas são o que o tornam mais do que apenas um jogo para diversão”, diz Crewkov.

O avatar de desenho animado de Inteligência Artificial permite que o aprendizado pareça um jogo para crianças. Ao conversar e brincar com os alunos mais novos, o tutor virtual os ajuda a construir vocabulário e dominar as habilidades de ouvir e falar ao longo de uma série de ‘missões’ onde as crianças utilizam palavras e frases recém-aprendidas em diferentes contextos. Com isso, a memória de longo prazo é ativada, permitindo um efeito ainda mais substancial quando o conteúdo é revisado em intervalos crescentes a cada vez, conforme a técnica pedagógica de repetição espaçada.

As crianças gastam em média mais de 40 minutos por semana no aplicativo, aprendendo e usando cerca de 60 palavras e frases diferentes por semana. Enquanto isso, no ambiente de aprendizado tradicional, os professores que analisaram o aplicativo relatam que gostam de usar o avatar digital lúdico do Buddy.ai até mesmo como assistente de sala de aula.

Website: //buddy.ai/pt

Leave a Comment