in

Parte do Imposto de Renda pode ser revertida para doações

São Paulo 26/4/2024 – É essencial que as pessoas estejam cientes dessas oportunidades de doação e dos impactos positivos que podem gerar.

A doação de parte do Imposto de Renda para ONGs é uma prática incentivada pelo governo em muitos países, incluindo o Brasil. Pessoas físicas que declaram o Imposto de Renda pelo modelo completo podem destinar até 6% do imposto devido para projetos sociais apoiados por entidades que se enquadram nas leis de incentivo fiscal, como os Fundos Municipais, Estaduais e Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente.

A doação de parte do Imposto de Renda para ONGs é uma prática incentivada pelo governo em muitos países, incluindo o Brasil. Pessoas físicas que declaram o Imposto de Renda pelo modelo completo podem destinar até 6% do imposto devido para projetos sociais apoiados por entidades que se enquadram nas leis de incentivo fiscal, como os Fundos Municipais, Estaduais e Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, sendo 3% para o fundo da criança e do adolescente e 3% para o fundo do idoso.

Sonia de Almeida, Diretora Executiva da Associação Feminina de Estudos Sociais e Universitários (Afesu), destaca a importância dessas doações para o desenvolvimento e crescimento das ONGs: “As doações provenientes da declaração de Imposto de Renda desempenham um papel fundamental no apoio às nossas iniciativas. Permitem-nos expandir nossos programas e oferecer mais oportunidades para as comunidades que atendemos. Lembrando que essa atitude não impacta no bolso do contribuinte, é só um direcionamento de onde ele deseja que seu dinheiro seja utilizado.”.

Essa doação é feita diretamente na declaração do Imposto de Renda, no momento do preenchimento do formulário, valendo tanto para quem tem a pagar ou a ter restituição do IR. Caso a declaração seja feita via contador, basta orientar o profissional a direcionar o valor para o fundo que o declarante quer apoiar.

Sonia de Almeida também enfatiza a importância de a população ter acesso a essas informações para que possa contribuir: “É essencial que as pessoas estejam cientes dessas oportunidades de doação e dos impactos positivos que podem gerar. A divulgação e o acesso fácil a essas informações são fundamentais para garantir que mais pessoas possam se engajar e contribuir para causas sociais importantes.”.

Nota Fiscal Paulista

Outra forma significativa de apoiar ONGs e instituições é através da Nota Fiscal Paulista. Por meio desse programa, os consumidores podem destinar parte do valor do ICMS recolhido nas compras para entidades sem fins lucrativos cadastradas, contribuindo para iniciativas que promovem o bem-estar social, a educação, a saúde e diversas outras áreas importantes.

Quanto à doação via Cupom Fiscal sem CPF, neste método, os consumidores que não informam o CPF na hora da compra podem depositar o cupom fiscal em urnas disponibilizadas nos estabelecimentos comerciais.

Já a doação Automática via Nota Fiscal Paulista com CPF ocorre quando o consumidor se cadastra no site do programa da Nota Fiscal Paulista, favoritando a entidade que ele deseja redirecionar seus créditos da nota fiscal. Após isso, só informar o CPF na hora das compras. Essa doação é realizada automaticamente pelo sistema da Nota Fiscal Paulista, sendo considerada a forma mais rentável de arrecadação.

Para a Afesu, essas fontes de doações representaram 10% proveniente de doação por Imposto de Renda e 25% de doação de Nota Fiscal Paulista no ano de 2023.

Mais informações sobre a Afesu

A Associação Feminina de Estudos Sociais e Universitários (Afesu) foi fundada em 1963 e tem como objetivo promover o desenvolvimento feminino, dedicando-se há seis décadas à transformação de vidas. Reconhecida como uma das pioneiras na formação social e profissional de meninas e jovens adultas no Brasil, a Afesu tem impactado mais de 750 beneficiárias anualmente ao longo de sua história. Isso resultou em efeitos positivos para cerca de 3 mil famílias por ano, incluindo um notável incremento de 92% na renda familiar das beneficiárias.

Até 2023, a Afesu já ajudou aproximadamente 15.000 mulheres e suas famílias, consolidando seu papel vital na capacitação feminina e na construção de um futuro mais igualitário.

A trajetória da Afesu é marcada por marcos significativos. Desde a inauguração da sua 1º unidade, o Centro Social Morro Velho em 1963, que iniciou seu trabalho assistencial através de voluntárias ensinando a produção de tapetes de arraiolo para mulheres em vulnerabilidade, até os dias atuais com foco total para a área educacional de mulheres e  expansão para mais duas unidade , sendo elas unidade do Moinho (Cotia) e a unidade Veleiros (Vila Missionária – SP). A AFESU tem crescido e adaptado seus projetos para atender às necessidades em constante evolução das mulheres.

A Afesu adota uma metodologia pedagógica própria baseada em quatro pilares fundamentais: conhecimento técnico, habilidades socioemocionais, preceptoria e participação da família. Essa abordagem integral garante uma formação abrangente, capacitando as mulheres não apenas com conhecimentos técnicos, mas também desenvolvendo habilidades socioemocionais e integrando a participação ativa da família no processo educacional.

Sonia de Almeida, Diretora Executiva da Afesu, destaca o compromisso contínuo da organização em capacitar mulheres e promover a igualdade de oportunidades. ‘Ao celebrarmos 60 anos, olhamos para trás com gratidão e para frente com determinação, pois nosso compromisso com o desenvolvimento feminino nunca foi tão forte.

 

 

Written by

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *