in

Receita da indústria de alimentos cresce 7,2% em 2023

18/6/2024 –

A receita do setor chegou a R$ 1,161 trilhão no último ano, mostra Abia; para Filipe Falcão, sócio-diretor da Sucão, a pesquisa é um indicativo robusto da força e resiliência do setor

O faturamento da indústria brasileira de alimentos e bebidas cresceu 7,2% em 2023 em relação a 2022. No mesmo período, a produção avançou 5,1%, conforme indicativos divulgados pela Abia (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos) e compartilhados pela Exame.

A receita do setor chegou a R$ 1,161 trilhão no último ano, quando consideradas exportações e vendas para o mercado doméstico. Já as vendas reais totais (mercado interno e exportações) aumentaram 3,4% em 2023. 

De acordo com a entidade, o fenômeno é resultado do aumento das exportações, que avançaram 5,2% em valor (dólar), conquistando o nível recorde de US$ 62 bilhões (R$ 322,62 bilhões). Em volume, por sua vez, as exportações foram de 72,1 milhões de toneladas – um aumento de 11,4%. Com isso, o Brasil se consolidou como o maior exportador de alimentos industrializados.

Na visão de Filipe Falcão, sócio-diretor da Sucão – franquia de alimentação saudável -, a pesquisa que apontou um crescimento de 7,2% no faturamento da indústria de alimentos em 2023 é um indicativo robusto da força e resiliência do setor. “Esse crescimento reflete não apenas a recuperação econômica após os desafios impostos pela pandemia, mas também a adaptação da indústria às novas demandas do mercado”.

Ainda segundo os dados, publicados pela Exame, ganharam destaque os produtos de “proteínas animais” (US$ 23,6 bilhões), “açúcar” (US$ 16,0 bilhões), “farelo de soja e outros” (US$ 12,6 bilhões), além de “óleos e gorduras” (US$ 3,6 bilhões) e de “sucos e preparações vegetais” (US$ 2 9 bilhões).

Para Falcão, o aumento no faturamento mostra que os consumidores estão valorizando mais a qualidade e a variedade dos alimentos, e que as empresas estão respondendo de maneira eficaz às mudanças nas preferências dos consumidores. “Além disso, este crescimento também pode ser atribuído à inovação e ao investimento em tecnologia, que têm permitido às empresas aumentar a eficiência e atender melhor aos seus clientes”.

O sócio-diretor da rede Sucão observa que, além dos pontos já mencionados, é importante destacar que o crescimento da indústria de alimentos abre inúmeras oportunidades para novos investimentos, especialmente em segmentos que estão em alta, como o de alimentos saudáveis e sustentáveis.

“A Sucão, por exemplo, está posicionada de forma estratégica para aproveitar essa tendência, oferecendo produtos que não apenas atendem às expectativas dos consumidores por qualidade e saúde, mas também estão alinhados com práticas sustentáveis”, afirma.

Para investidores, prossegue Falcão, isso significa que apostar no mercado de alimentação, especialmente em empresas inovadoras e comprometidas com a sustentabilidade, pode ser uma decisão acertada. “O cenário atual é extremamente favorável, e investir agora pode gerar retornos significativos no médio e longo prazo”, conclui.

Written by

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *